A pressão dos pais é um dos pontos que pode prejudicar os jovens.

 

Sabe aquela profissão que você tanto deseja alcançar mas ela parece que está há 1000 km de distância de se realizar? O período pré-vestibular é cercado de tensões e julgamentos das pessoas que nos cercam. Mas muito mais que as pessoas, nós mesmos aumentamos a pressão que colocam em cima da gente.

 

Primeiramente, não somos os nossos pais e não precisamos atingir os objetivos que eles atingiram na vida. Você é você, então se você não conseguir chegar no pódio daquele tão sonhado curso de medicina ou daquele cargo no direito, isso não te diminuí. Pelo contrário, só te aumenta! Pois abre novas portas e caminhos para você conhecer outras profissões, mergulhar em uma e talvez descobrir um novo dom na sua vida.

 

Eu me pressionava tanto mas tanto para passar na faculdade pública, que me esqueci que eu seria feliz de qualquer jeito se eu fizesse o que eu gostava. Acabei passando na faculdade paticular, comecei arquitetura, e vi que o curso que eu tinha sonhado para  a minha vida inteira era apenas admiração por essa profissão. Já que eu não tinha esse dom, eu tive que buscar outro.

 

Então foi aí que eu me perdi e achava que eu não ia me encontrar nunca mais, só ia ficar escrevendo aqui no blog que era o que eu mais sabia fazer de melhor na época. Até eu ouvir um conselho de uma amiga de Publicidade e Propaganda. Me apaixonei pela comunicação e hoje sinto que ela faz parte de mim, e do que eu quero para amanhã. Aceitei minha fraqueza de não ser um bom arquiteto, e fui atrás de outro sonho, aquele que tem tudo a ver comigo, eu só não conhecia ele.